Em Pesquisa Do Tempo Perdido

18 Feb 2018 13:27
Tags

Back to list of posts

O tempo é a matéria-prima da minha profissão. Nada mais fazemos senão sondar os homens no passado. O tempo paira sobre todos os seres, inclusive inanimados. A passagem do tempo é real. Os calendários são construções subjetivas de diálogos humanos com as colheitas, a astronomia, as religiões e as demandas do mercado. O fluir incessante medido em séculos ou segundos é alguma coisa inevitável para nós. Fala-se em relatividade de tempo e de espaço, cogitam-se equações quânticas (metáfora atual para tudo aquilo que eu desejo apresentar e que não entendo), porém, admito, atrás da maioria dos historiadores como eu, há uma solene incapacidade com números. Sim, dominar fração do que ocorreu no passado vem acompanhado, com frequência, de problemas com a tabuada do 8.Volto ao tempo. Um ex-presidente do Uruguai (fácil encontrar, é aquele honesto, pronto, de imediato você não confunde com ninguém) declarou, em uma entrevista, uma ideia sábia. Ele lembrou que toda compra que realizamos é uma entrega de tempo pro vendedor. Desse jeito, no momento em que adquiro meu automóvel novo, devo me lembrar que o custo do automóvel à visibilidade ou financiado foi obtido com horas de serviço.A compra é a entrega de quota da existência passada para usufruir de um alegria futuro. As compras se repetem até que todo o tempo que eu tenho pra oferecer se esgote. Uma das vitórias de certo tipo de marketing é ter convencido milhões de pessoas que entregar tempo-vida por produtos é fantástico e envolvente. Z. Bauman afirma que lojas são a todo o momento farmácias em nosso mundo: vendem produtos contra aflição, depressão, etc. Compramos pelo motivo de estamos felizes ou tristes, gastamos para perder nossa ação como sujeitos e transformar mercadorias e a nós próprios em materiais.Rabo erguidoDicas pra neutralizar os odores dos cachorrosCabeça alongada e fina, estreitando em direção à trufa; crânio um pouco planodezesseis/01/2018 12h11 Atualizado 16/01/2018 12h12118 Biografias de políticosis?skwXiu2XxryD3zPe48-bFIwCuJFaX0V495wQvNn17is&height=199 Para o anglo-polonês, a amplo ilusão consumista é a ideia de liberdade de consumo ou da decisão autônoma de consumo. Somos, assim como, outdoors de marcas nas roupas, nos padrões e hábitos. O cogito cartesiano virou consumo, logo existo. A crônica é sobre isso tempo e não a respeito consumo. Há uma ideia do dalai-lama, que insiste que gastamos a existência inteira trabalhando muito e perdendo a saúde pra ter dinheiro e, ao encerramento, estamos sem saúde e sem a coisa mais fundamental na existência: o tempo.Como se perseguíssemos um tempo melhor e que nunca chega e, ao conclusão, no momento em que ocorre, chama-se morte. Logo você receberá os melhores conteúdos em seu e-mail. O suicídio é um tabu potente em religiões monoteístas. Exclui até do cemitério o ser que, de uma vez, elimina sua vivência. Como eu agora argumentou em palestras, o único suicídio ético hoje é "matar-se de tanto trabalhar".Um ato suicida me lança à condenação eterna e envergonha a família. Interessante, no entanto, como somos tolerantes com os suicídios lentos. Ingestão de gorduras saturadas, ausência de atividade física, exibição ao sol sem proteção e algumas formas de suicídio parcelado são muito mais toleradas. Um pai de família que sente diante de um prato sobrecarregado de bacons e picanha gorda podes ganhar aquele olhar da esposa entre censura e simpatia: "Como você adora gordura, meu afeto!Se ele levasse uma arma para a mesa e ameaçasse estourar os miolos, a ação da mulher, eventualmente, seria mais enfática para impossibilitar o fim. Sim, aprendemos a tolerar coisas lentas e a julgar as mais rápidas. Funciona como pela experiência (clássica lenda urbana) dos sapos colocados em água quente e que pulam neste momento do local deletério. Pelo oposto, se a temperatura primeiramente fria da água fosse elevada em um grau por hora, os anfíbios ali ficariam até a morte.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License